YES, WE CAN !!!


YES WE CAN!!!  











Teve início na manhã de quarta feira, 16/05/2012 a primeira aula do Curso Básico de Inglês realizado na sede do Batalhão de Aviação da Brigada Militar, a turma formada por onze integrantes do BAv, sob a coordenação da professora Susana Serrano, com largo currículo na areá de ensino alem de ter morado nos EUA.A iniciativa de formar uma turma para as aulas de inglês partiu do Sd Alves do setor de manutenção de aeronaves do BAv e ganhou rapidamente vários adeptos.Esta iniciativa realizada com recursos dos próprios instruendos sem sombra de duvida virá contribuir em muito, para o crescimento profissional e pessoal dos mesmo, levando-os para um patamar diferenciado neste mundo cada vez mais globalizado.        
 

TREINAMENTO DE MAR EM CAPÃO DA CANOA

video
Na manhã de segunda-feira dia 21/05/2012, a equipe de Tripulantes Operacionais do Bav-BM deslocou-se para a Base do Cfaer em Capão da Canoa onde foi realizado treinamento aquático.O helicóptero Schweizer pilotado pelo Comandante do Cfaer Maj Fabrício Gonçalves, realizou o desembarque dos tripulantes em mar aberto, para que após reagrupados, retornassem a praia a nado, pondo em prática além do condicionamento físico as técnicas de mar adquiridas ao longo de suas carreiras no Batalhão de Aviação.O treinamento contou com a cobertura da G33 com o repórter Marcos Godoi.








 

TRX™



TRX™



É com muito orgulho que a Academia Alternativa Porto Alegre junto com o Professor Ricardo Machado Paranhos fecham uma parceria inédita com o BAv-BM(BATALHÃO DE AVIAÇÃO DA BRIGADA MILITAR). A partir do dia 09/05/2012 a Academia Alternativa será responsável pelo treinamento físico com exercícios de TRX™ training para os militares do BAv-BM, proporcionando-lhes uma melhora nas condições físicas e na qualidade de vida, o que reflete diretamente no sue serviçopara um melhor atendimento a comunidade gaúcha.

Segundo Ricardo, o TRX™ foi criado pelas forças especiais da Marinha dos EUA (Navy SEALs) e desenvolvido pela Fitness Anywhere, o Suspension TrainingTM é um método revolucionáro de treinamento feito com o peso do próprio corpo. O TRX™ Suspension Trainer™ é um equipamento completo de treinamento, portátil e de fácil ajuste. Possibilita centenas de exercícios que desenvolvem força, flexibilidade, equilíbrio, estabilidade do core e mobilidade, simultaneamente, de forma segura e na intensidade que o usuário desejar.

Pesando menos de 900gr, o TRX™ oferece melhor desempenho e funcionalidade do que grandes equipamentos de treino que custam milhares de dólares. O TRX™ é ajustado em segundos e pode ser levado a qualquer lugar. Assim, você pode manter a forma em casa, na academia ou em viagens sempre que desejar. 





    
 

GAUCHÃO 2012


                                                    













Helicóptero do BAv-BM  deslocou para cidade de Caxias do Sul na serra gaúcha na manha de domingo, afim de apoiar as ações desenvolvidas pelo 12º BPM por ocasião da primeira partida da final do Gauchão 2012, entre as equipes do Internacional e do caxias.A equipe do BAv-BM auxiliou o efetivo de terra bem como forneceu apoio aéreo na escolta da equipe visitante. 
 

RESGATE EM ALTO MAR


Resgate em alto-mar22/01/2012 | 12h04
Salvamento de pescador ferido mobilizou cerca de 10 pessoas no Litoral Norte
Jovem de 21 anos resgatado de helicóptero passa bem e segue internado em Tramandaí
scador foi encaminhado para hospital de Tramandaí Foto: Robson Alves,Brigada Militar / Divulgação
João Vitor Santos  |  joao.vitor@rdgaucha.com.br
O pescador ferido em alto-mar e resgatado por um helicóptero da Brigada Militar no sábado passa bem e segue internado em Hospital de Tramandaí. Welington Patrick Alves Valentin, 21 anos, passou cirurgia e está fora de perigo. Ele teve perda total de três dedos e parcial dos outros dois da mão esquerda. 
O jovem estava a bordo do barco pesqueiro Rei Gloria I, em alto-mar, a 10 quilômetros da praia, na altura de Cidreira. Após receber o pedido de socorro, homens do Batalhão de Aviação da Brigada Militar resgataram o pescador que havia decepado parte da mão ao mexer no motor da embarcação.

Em vídeo, assista a imagens do resgate:




O comandante do helicóptero da Brigada Militar, Vanius Santa Rosa, conta que, por volta das 19h30min de sábado, tripulantes do Rei Glória I fizeram o primeiro contato com a base via rádio.

— Todos os barcos têm rádio, justamente para esses casos de emergência. Os comandantes das embarcações entram na nossa frequência e nos acionam assim que precisam — explica o policial.

E foi exatamente isso que aconteceu no fim da tarde de sábado. Pouco depois do contato, o helicóptero já decolava do aeroporto da BM em Capão da Canoa. Enquanto isso, o barco que vinha de Santa Catarina e seguia em direção ao sul, começou a fazer o movimento na direção contrária para aguardar resgate. Esse tipo de embarcação não tem condições de atracar em nenhum ponto do Litoral Norte. Por isso, tiveram de esperar o regaste em alto-mar.

Assim que os policiais avistaram o pesqueiro, a aeronave se aproximou. Um salva-vidas se jogou no mar e foi nadando até o barco. Chegando lá, fez os primeiros socorros e avaliou as condições dos ferimentos de Welington.

— Os demais tripulantes já tinham dado uma assistência para ele. Chegaram até a manter os dedos em gelo para tentar fazer um reimplante — conta Santa Rosa.

O salva-vidas preparou o ferido enquanto os demais policiais da aeronave jogavam um cabo de cerca de 25 metros. Os dois foram presos no cabo e o helicóptero começou a se deslocar, carregando os dois pendurados até chegar na praia. Na areia, o pescador foi colocado na aeronave e seguiram até o Hospital de Tramandaí.

O comandante do helicóptero comemorou o sucesso da operação que mobilizou cerca de 10 pessoas. Na temporada, foi a primeira vez que fizeram um resgate desse tipo. O último semelhante foi há dois anos. Na ocasião, foi necessário resgatar um homem em alto-mar que teve problemas cardíacos.

— A gente está destacado aqui no litoral para isso. Ajudar nos salvamentos. Ontem (sábado), depois de tudo, comentávamos aqui sobre a operação e concluímos: saímos de alma lavada do serviço.

http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/geral/noticia/2012/01/salvamento-de-pescador-ferido-mobilizou-cerca-de-10-pessoas-no-litoral-norte-3639202.html

“Pra mim, eles são heróis”, diz jovem pescador resgatado em alto-mar

Dez homens formaram a equipe que retirou Welington Valentin do barco

João Vitor Santos  |  joao.vitor@rdgaucha.com.br

Welington Patrick Alves Valentin, de 21 anos, resgatado ontem em alto-mar pelo grupamento aéreo da Brigada Militar, não poupa elogios a equipe que o salvou. 

— Pra mim, eles são heróis. Fui sempre muito bem atendido. Sempre com muita atenção, tanto dos policiais como do pessoal aqui do hospital.

Dez homens foram envolvidos na operação que retirou o pescador do barco, depois de ter perdido parte da mão enquanto fazia manutenção em equipamentos. Depois do susto, o jovem diz estar grato, mas ainda não consegue esconder tristeza por ter perdido três dedos e parte de outros dois da mão esquerda. Ele segue internado no hospital de Tramandaí até quarta ou quinta-feira.

Natural de Penha, em Santa Catarina, o garoto já atua como pescador há cinco anos. Não é o único da família. O irmão Queginaldo, de 33 anos, também se dedica ao ofício. Ele, inclusive, é capitão Rei Gloria I. Além deles, outros dois tripulantes estavam no barco no momento do acidente. O grupo saiu do Porto de Itajaí, que fica em Santa Catarina, na sexta-feira. Valentin não sabe ao certo quanto tempo ficariam em alto mar.


— A gente ia pescar vários tipos de peixes. Mas, estávamos por aqui (costa gaúcha) atrás de linguado — conta. 

Depois do acidente, o grupo retornou para o estado de origem. Enquanto isso, meio contrariado, o garoto espera a família que já está vindo de Penha. 

— Não queria que a mãe viesse. Preferia ficar bem e depois encontrar eles lá.


Valentin conta que estava lubrificando as engrenagens de uma espécie de guincho. O equipamento serve para puxar as redes de pesca. 

— E, aí, foi um descuido meu. Esbarrei na alavanca e a engrenagem puxou minha mão — recorda.


O pescador disse que sentiu um mal estar muito grande, em função de todo o sangue que via escorrer. Ficou deitado por alguns instantes na parte inferir do barco, enquanto seus colegas faziam curativos para estancar o sangue. 

— Cheguei até a colocar a mão no gelo para parar de sangrar.


Pouco tempo depois, começou a ouvir o barulho do helicóptero. 

— Quando vi, o homem já estava comigo conversando. Ele foi bem atencioso, explicou tudo como ia ser o resgate. Não cheguei a sentir medo. Pensava só na minha mão.

Giorgio Leandro Palma de Camargo, 36 anos, também diz que o salvamento mexeu muito com ele. Ele tem 11 anos de Brigada Militar, há oito é salva-vidas. Já tinha feito treinamentos, mas essa foi a primeira vez que foi levado, suspenso por cabo por cerca de dez quilômetros até a praia.

Mas o policial também ficou muito emocionado pela expressão do garoto. 

— Lembro que, ainda antes de entrar na ambulância, ele mandou me chamar. Ele dizia: obrigado, obrigado. Isso me chamou a atenção, pois fazemos muitos salvamentos, mas nem sempre dá tempo de agradecer. Eu também fiquei muito emocionado.

O policial, que há dois também atua junto ao grupamento aéreo, diz que a maior dificuldade da operação era justamente a aproximação do barco. Isso porque há muitos cabos e hastes no pesqueiro. 

— E chegamos a ficar a dois metros das hastes. Isso de nadar no mar, subir no barco, somos treinados. O problema era essa dificuldade.

E foi isso que a equipe optou por usar a cadeirinha (semelhante a usada por quem salta de bung-jump). O único inconveniente era que vítima e policial seguiriam suspensos até a areia.

— A gente fica preocupado, mas na hora só pensa na vítima. Eu ficava conversando com ele e tentando manter ele calmo. Depois, de noite, em casa, me senti feliz e alegre. Angustiado, mas feliz e alegre porque deu tudo certo.

Pouco antes da reportagem sair do quarto onde o pescador está internado no hospital de Tramandaí, ele disse:

— Eu até gostaria de falar com ele (o policial) de novo para agradecer direito. Foi tudo muito rápido naquele dia.

Assim que soube disso, Camargo disse:

— Vou lá sim. Também quero me reencontrar com ele.

A visita ficou marcada para a tarde de domingo.








                                   





 

RESGATE NA LAGOA DOS PATOS



Pai e filhos desaparecidos são encontrados na Lagoa dos Patos

Pescadores passaram a noite à deriva depois que barco em que estavam afundou

Pai e filhos desaparecidos são encontrados na Lagoa dos Patos<br /><b>Crédito: </b> Tárlis Schneider / AE / CP
Pai e filhos desaparecidos são encontrados na Lagoa dos Patos
Crédito: Tárlis Schneider / AE / CP
Foram encontrados, no início da manhã desta quinta-feira, os três pescadores que desapareceram nessa quarta-feira à tarde na Lagoa dos Patos, em Palmares do Sul. Pai e filhos foram localizados próximos ao Parque Estadual de Itapuã, na praia da Varzinha, por uma embarcação de pescadores. Daurélio Braga da Cunha, de 54 anos, Ataídes Felipe Oliveira da Cunha, 26, e Leonardo Oliveira da Cunha, 15, passaram a noite à deriva nas águas, depois que o barco deles afundou.

Eles pertencem à Colônia de Pescadores de Palmares do Sul e saíram ontem de Porto Alegre, por volta das 15h, para retornar para casa. Equipes do Corpo de Bombeiros, uma ambulância e um helicóptero estão no local para concluir o resgate. De acordo com o comandante do Grupamento de Mergulho e Salvamento, tenente Gilmar Fraga Nunes, um dos pescadores, Leonardo Oliveira da Cunha, apresenta sinais de hipotermia.



Assista o Vídeo: